A evolução é algo incontestável em qualquer setor e não seria diferente quando falamos de Transporte e Logística. O setor é um dos que mais crescem no Brasil – sendo o 1º do mundo no ranking mundial de transporte rodoviário. No primeiro quadrimestre de 2021 foram registrados R$ 2,9 trilhões em movimentação de cargas no País, sendo que no mesmo período do ano passado, foram contabilizados R$2,1 trilhões, um aumento de 38,63%, segundo o relatório “Índice da Movimentação de Cargas do Brasil” desenvolvido pela AT&M, líder no processo de averbação eletrônica para seguros de transporte de cargas.

Para o futuro do nosso setor, as tendências não são menos otimistas, com isso, trazemos 5 tendências para o mercado:

Automação:

Trouxemos o que pode ser o passo mais importante em inovação no setor logístico. Monitoramento de veículos, rastreabilidade de encomendas, sistemas de gestão que viabilizarão operações seguras e mais eficientes, e caminhões autônomos.

Esse passo traz benefícios extremamente importantes para todo o processo, como: a diminuição dos erros; menor custo na taxa de acidentes no trabalho; contribuição para o aumento da eficiência; e maior rapidez nas entregas.

Sustentabilidade:

“De mãos dadas” com o tópico anterior, temos a logística sustentável – também chamada de Logística Verde ou Eco-logística.

O seu papel é redesenhar os processos de forma com que seja possível a redução de impacto no meio ambiente. O processo é concentrar todas as áreas da logística, do armazenamento até a distribuição e transporte. Não somente a melhora da biosfera, esse novo braço da logística é ecologicamente responsável e sinônimo de modernidade.

Dados importantíssimos – consumo de combustível, situação dos pneus, entre outros – serão repassados ao sistema de gestão trazendo maior viabilidade, consistência nas operações, além da redução dos custos e aumento na qualidade das análises.

Verticalização:

Sendo uma estratégia muito eficiente, o melhor aproveitamento de espaços é uma tendência fortemente observada e discutida no mercado da logística nos últimos anos.

Esse procedimento tem como característica mais eficiência e facilidade no armazenamento, abrangendo desde a redução da equipe até a simplificação das rotinas de movimentação, conferência, entrada e saída dos produtos. Diminuindo – e muito – os custos e tempo gastos em todo o processo logístico da operação.

Internet das coisas:

Através da conexão pela internet, a integração dos mais variados objetos eletrônicos é uma forte tendência. Sendo possível controlar eletrodomésticos e as mais variadas máquinas industriais através de dispositivos como o seu próprio celular, vem para revolucionar o mercado.

Comumente chamada de “Logística inteligente”, pode permitir o monitoramento dos processos industriais em tempo real, além de facilitar o controle de todas as etapas, simplificando assim, a identificação dos status de cada mercadoria durante o transporte.

Utilização de sensores nos itens:

Como uma ótima maneira de fazer uso da “Logística inteligente” é o uso de sensores para rastrear a rota dos produtos de uma maneira simples e eficaz.

Além de contar com um longo tempo de vida, estes dispositivos são capazes de transmitir informações através de máquinas intermediárias destinadas a ligar redes, entre outras coisas. A informação transmitida pode ser visualizada em um mapa, permitindo que o status dos carregamentos possam ser monitorados constantemente.

Mudanças tecnológicas podem impulsionar a operação de transporte. Sobretudo, sistemas de gestão eficientes podem transformar processos e preparar as empresas para tais tendências no futuro da logística, que prevê trabalhos automatizados, análise de dados e foco no meio ambiente e na experiência do cliente.

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *